domingo, 20 de dezembro de 2015

Possibilidades

Enquanto não agimos,
tudo é possibilidade.
No entanto,
nada se concretiza
em verdade.

Cada ato, cada escolha,
cada ação de cada pessoa
interfere em nossa vida.

Este é um dos motivos
para desconfiar do livre-arbítrio:
tudo o que fazemos,
só fazemos
porque foi-nos permitido.

Não por Destino ou por Deus,
mas por todos os atos de todos;
primeiramente, pelos de vocês,
posteriormente os meus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário