terça-feira, 13 de outubro de 2015

Incertezas

Pior do que quando alguém
vai embora,
é quando deixam a porta aberta.
Pois a incerteza não
nos deixa dormir:
Será que tal pessoa voltará?
Quem será o próximo a entrar?
(alguém verá a porta aberta?
E se ver, poderá e quererá entrar?)

Enquanto isso, entra frio, 
entra sombras e doenças.
Tudo o que eu queria era poder fechá-la,
para, enfim, descansar e me recuperar.
Quem sabe, um dia, eu saia novamente
e à esta casa eu traga nova gente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário